Alferes Redondo junto a uma Berliet danificada por uma mina

José Redondo conta na primeira pessoa como foram vividos quatro anos dentro de uma farda militar.

Talvez poucos tenham compreendido tão bem como eu o ‘slogan’ de que na tropa “nem bom cavalo, nem bom cavaleiro”. A minha vida de estudante e trabalhador na empresa da família fez com que protelasse ao máximo a ida para a tropa.

José Oliveira Redondo

Leia a notícia completa na edição impressa do Trevim n.º1456

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por admin
Carregar mais artigos em Nos Trilhos da Memória

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Mulher que vieste de longe…

Ouvir Maria Laranjeira Passo o portão do Parque Carlos Reis e ela está sentada, ao fundo, …