Munícipe Miguel Gonçalves, de Serpins, pediu esclarecimentos sobre o caso

PS e CDU consideram proposta do PSD “extemporânea e redundante”

Uma proposta do PSD para que a Assembleia Municipal (AM) encaminhe uma queixa ao Ministério Público (MP) sobre o contrato por ajuste direto entre a Câmara da Lousã e a empresa Sétimo Sentido, cuja sócia maioritária é a presidente da Junta de Freguesia das Gândaras, foi chumbada na última reunião do órgão deliberativo, no dia 29 de abril, com 17 votos contra do PS, uma abstenção da CDU e seis votos a favor do PSD e BE.

Leia a notícia completa na edição impressa do Trevim n.º1456

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Soraia Santos
Carregar mais artigos em Concelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Posto de Saúde de Serpins continua fechado

Assim o é desde março de 2020, conforme o nosso jornal já noticiou, justificando a Adminis…