A Trevim-Cooperativa Editora e de Promoção Cultural, celebra 42 anos. Constituída por escritura pública de 3 de Março de 1979, passou então a ser proprietária do nosso jornal Trevim.

Ao longo dos anos, as ações das/os cooperadoras/es e das/os suas/seus parceiras/os contribuíram para as mais diversas concretizações: edições literárias, exposições, conferências, palestras e para as tão distintas Festas da Caricatura. São 42 anos de atividades culturais que promoveram a cultura e a participação cívica da Lousã e da Região. Portanto, é com profunda alegria que em nome do jornal, e em meu nome, reconheço e agradeço a todas/os as/os que têm trabalhado em prol da Cooperativa, do jornal e em todas as concretizações e conquistas.

Em 42 anos muita coisa mudou. Hoje, sentimos cada vez mais difícil e complexo manter o espírito cooperativo e do voluntariado. As exigências profissionais ou de sobrevivência a que nos impomos toldam-nos a ação livre e abnegada. De alguma forma, há um certo risco de recuarmos ao que se construiu desde o 25 de abril de 1974. Parece até que nos esquecemos de onde viemos… Com o 25 de abril de 1974, instituiu-se a democratização da educação, da saúde e da justiça; reduziu-se a taxa de analfabetismo; reduziu-se drasticamente o trabalho infantil e a mortalidade infatil; implementou-se saneamento básico e água potável e eletricidade e meios de comunicação e centros de saúde e médico de família; instalações sanitárias nas habitações… Construiu-se uma sociedade assente numa filosofia de cooperação e solidariedade, que tem como missão proporcionar a todas/os os indivíduos a sua própria realização, independentemente das suas limitações. No fundo, uma sociedade cooperativa. 

Entretanto, existem ameaças que nos iludem o discernimento e, por isso, importa celebrar o aniversário da TREVIM Cooperativa com força e vigor redobrados, para que assim consigamos manter elevada a inspiração para os tempos que se avizinham. Uma certeza poderemos reter (pelos ensinamentos da História): só as medidas, as ações e as concretizações que preservam o interesse coletivo interessam verdadeiramente e merecem ser defendidas. Por tudo isto: 

Muitos parabéns, TREVIM Cooperativa! 

Viva a TREVIM Cooperativa!

Hélder Bruno Martins, diretor do Trevim

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por admin
Carregar mais artigos em Editorial

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Respirar pode ajudar a gerir as emoções das nossas crianças?

"Ensino Remoto de Emergência 2.0 em segurança!", uma opinião de Melanie Magalhães …