O Governo viabiliza alguns projetos de autarquias que recorram isoladamente aos fundos europeus para o ciclo urbano da água, mas continua a privilegiar a agregação, reafirmou o ministro do Ambiente em Vila Nova de Poiares, no dia 10.

Nos Paços do Concelho, João Pedro Matos Fernandes foi confrontado pelo presidente da Câmara Municipal, João Miguel Henriques, com aquela que é a posição dos 10 municípios que se mantêm na Empresa Intermunicipal de Ambiente do Pinhal Interior (APIN), depois da saída de Penacova.

Leia a notícia completa na edição impressa do Trevim N.º1444

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por admin
Carregar mais artigos em Vila Nova de Poiares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Respirar pode ajudar a gerir as emoções das nossas crianças?

"Ensino Remoto de Emergência 2.0 em segurança!", uma opinião de Melanie Magalhães …