O município de Vila Nova de Poiares disponibiliza, desde o dia 9 de junho, um Fundo Municipal de Emergência de 300 mil euros para apoiar as famílias, empresas e associações locais afetadas pela Covid-19, com base nas normas do “Plano de Medidas Excecionais e Transitórias para o Relançamento Económico, Social e Associativo do Concelho” também criado para o efeito.

A reabertura dos estabelecimentos de comércio, de serviços e de restauração e bebidas veio demonstrar que estas atividades estão a ser exercidas com grande dificuldade de retoma da normalidade pelos agentes económicos que, segundo nota enviada ao Trevim, o município entende ser “imperioso introduzir novas medidas de apoio que visem mitigar as dificuldades sentidas”.

Para o presidente da Câmara Municipal, João Miguel Henriques, a “retoma da confiança dos consumidores será um processo gradual e que estenderá no tempo, muito provavelmente, ao longo de vários meses, e as pessoas, de uma forma geral, ainda não demonstram confiança suficiente para se dirigirem fisicamente aos espaços comerciais, de serviços e de restauração e bebidas que já se encontram abertos ao público, o que tem dificultado a retoma destes setores de atividade”.

Assim, as candidaturas deverão ser apresentadas até dia 26 de junho, sendo avaliadas por ordem de chegada.

Partindo do princípio que é necessário intervir para garantir a sustentabilidade económica e social do concelho, o mesmo responsável explicou que este plano visa, sobretudo “incentivar a manutenção de postos de trabalho das microempresas, em particular os restaurantes (e similares) e os estabelecimentos comerciais, para além de, consequentemente, procurar minimizar a quebra de rendimento disponível das famílias e também proteger a atividade associativa cultural, desportiva e social, que contribui para uma dinâmica local quotidiana seja na preservação do património ou na formação e criação artística”.

João Miguel Henriques adiantou ainda que este Fundo Municipal de Emergência vem configurar “um complemento às medidas já implementadas, não só pelo governo, como pelo próprio município”, e que este plano “será objeto de permanente avaliação, de modo a assegurar a sua adequação à situação local, quer através do desenvolvimento das atuais medidas, quer ainda através da introdução de novas medidas”.

O Plano de Medidas Excecionais para o Relançamento Económico, Social e Associativo, bem como todos os formulários e documentos para instrução dos pedidos de apoio ao Fundo Municipal de Emergência estão disponíveis para consulta no sítio eletrónico do município, em www.cm-vilanovadepoiares.pt e através dos serviços online municipais em http://sol.cm-vilanovadepoiares.pt , para além de poderem ser consultados presencialmente nos serviços municipais, cujo atendimento ao público já foi restabelecido, no horário normal de expediente, entre as 8h00 e as 17h00.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Mariana Domingos
Carregar mais artigos em Região

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Comércio local dinamizado no período natalício

Em tempos de pandemia o comércio típico viu-se bastante afetado, em especial as s lojas, c…