Luís Antunes, presidente da Câmara Municipal da Lousã, entende “não haver motivos” para ser considerada a hipótese de saída deste município da APIN, empresa intermunicipal responsável pelos serviços de abastecimento de água, saneamento e recolha de resíduos.

Leia a notícia completa na edição impressa do TREVIM N.º1428

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por 
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

Quatro detidos em festa ilegal com 31 pessoas no Catarredor

A detenção surgiu na sequência de uma denúncia de uma festa numa moradia, na aldeia do Cat…