Os preços praticados pela Empresa Intermunicipal de Ambiente do Pinhal Interior Norte (APIN), que desde o inicio de janeiro gere os serviços de abastecimento água, saneamento e recolha de resíduos urbanos em 11 municípios, incluindo a Lousã, estão a ser alvo de críticas nas redes sociais.

Na página do Facebook do Trevim, os munícipes manifestaram-se em mais de uma centena de comentários abordando o novo tarifário, criticando os aumentos significativos no preço da água e no saneamento e pondo em causa a constituição desta nova empresa.

Leia a notícia na edição impressa do TREVIM N.º1424

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por 
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

Assembleia Geral da Santa Casa delibera sobre empréstimo

A Santa Casa da Misericórdia da Lousã reúne em Assembleia Geral, na sexta-feira, dia 4, pa…