O Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, comemorado a 3 de dezembro, foi assinalado, no Agrupamento de Escolas da Lousã, com diversas iniciativas. Sublinha-se que esta data tem como principal objetivo a sensibilização para uma maior compreensão sobre os assuntos relativos à deficiência, assim como a mobilização para a defesa da dignidade, da qualidade de vida e do bem-estar, com ressalva de todos os direitos destas pessoas, para que se crie um mundo mais inclusivo e equitativo, para os cidadãos com deficiência, seja ela física ou mental.

Assim, logo pela manhã, os alunos do Centro de Apoio à Aprendizagem – Sala de Ensino Estruturado da Escola Secundária da Lousã, fruto do trabalho colaborativo e cooperativo realizado, com as técnicas da ARCIL, distribuíram, pela comunidade educativa, várias peças que constituíram um puzzle alusivo aos “Valores Inclusivos” e ofereceram à Biblioteca da Escola um puzzle completo, para que este possa ser construído, por quem aí se desloque.

Ainda, na Escola Secundária da Lousã, foi inaugurado, no Bloco Polivalente, o elevador que permitirá às pessoas com mobilidade reduzida aceder à biblioteca e à sala da Direção. Na eliminação desta barreira arquitetónica, de grande relevância, estiveram presentes alunos, não docentes, docentes, a Senhora Vereadora da Educação e Ação Social, Dra. Henriqueta Oliveira, e o professor António José Leonardo, em representação da Provedoria Municipal das Pessoas com Incapacidade.

As comemorações deste dia estenderam-se, também, à Escola Básica nº 2, na qual se assistiu a um concerto dos “Irmãos do Blues”, um grupo musical de utentes da ARCIL, que interpretou diversos temas muito apreciados, por quem os ouviu.

À tarde, teve lugar, na Escola Secundária da Lousã, a atividade “ Falando com quem escreve…”, onde foi apresentado o livro  «Dislexia – O Segredo do João», de Angelina Bedo Ribeiro, que contou com a presença de vários elementos da comunidade educativa.

As atividades levadas a cabo, neste dia, tiveram como finalidade a consciencialização da comunidade educativa, para a importância da integração das pessoas com incapacidade, na sociedade, partindo do princípio de que “Juntos, construímos valores inclusivos”!

 

Filomena Henriques

Professora de Educação Especial

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Carlos A. Sêco
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

Editorial – O Trevim em tempos de Covid-19

Ouvir Os tempos que atualmente vivemos tem sido tempos difíceis quer a nível das pessoas q…