Decorre até 30 de novembro, a Semana da Igualdade e Não Discriminação, um conjunto de concertos e exposições promovido pela Câmara Municipal da Lousã em parceria com diversas entidades.

Na sexta-feira, dia 22, o Centro Vida Abundante, junto à estação ferroviária, acolhe o quadro cénico “No meu olhar nasceu outro olhar”, pelo grupo de teatro Barraca Preta, que atua pelas 21:00, na evocação do Dia Internacional para a Eliminação da Violência contras as Mulheres, assinalado a 25 de novembro. Após o espetáculo de teatro segue-se um debate sobre a temática “violência no namoro” com a participação de Ana Parada da Costa, membro do Conselho Consultivo das ONG da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género e Juíza Social no Tribunal de Família e Menores da Comarca de Coimbra.

Segunda-feira, dia 25, para assinalar a mesma efeméride, realiza-se na Biblioteca Municipal, também pelas 21:00, o concerto “Cruzamento e Enlaces” a cargo do quarteto de cordas da Orquestra Clássica do Centro com o solista convidado Jorge Caeiro, no acordeão.

No dia 30, em celebração do Dia Internacional das Cidades Educadores, que este ano assume o lema “Escutar a Cidade para a transformar”, alunos do Agrupamento de Escolas interpretam o Hino das Cidades Educadoras, em contexto escolar, que será gravado e posteriormente divulgado.

Refira-se que ainda no âmbito da Semana da Igualdade e Não Discriminação, está em exposição, até dia 29, na Biblioteca Municipal, a exposição “O Silêncio Mata”, uma instalação que pretende sensibilizar o público para a temática da violência, através de elementos estáticos que chocam, mas obrigam a refletir. Já no âmbito do 30.º Aniversário da Convenção dos Direitos das Crianças, esteve no dia 20, no mesmo local e também nas bibliotecas escolares a exposição “Estendal dos Direitos das Crianças”. Ainda no mesmo abriu, também na Biblioteca Municipal, a mostra “O Quarto”, organizada pela Associação Pedrinhas, que contou com um workshop com crianças.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por 
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

Trevim online agora, sempre Trevim!

A imprensa livre e independente está em perigo. Portanto, é a própria Democracia que está …