A Marcha da Vila da Lousã, que no ano passado representou o concelho nas festas de Santo António, em Lisboa, não participa no próximo desfile de marchas do S. João lousanense. Contactada pelo Trevim, Marisa Conde, fundadora e responsável da organização, explicou que a ausência se deve à “falta de fundos”, como consequência de não terem conseguido participar na última Feira do Mel e da Castanha, em novembro passado, momento onde poderiam ter angariado cerca de 2.000 euros.

Segundo afirma, na altura fizeram a inscrição, “dentro dos prazos legais, para vender na feira bifanas e batatas fritas”. Para o efeito, “os marchantes iam contribuir com os ingredientes e os fundos angariados nessa feira seriam lucro para a marcha”. A quinze dias do evento, a Câmara Municipal informou que “a marcha não tinha lugar na feira”, diz.

Em contacto posterior com o presidente da Câmara foi atribuído um espaço no interior da Nave de Exposições, incompatível com os objetivos de restauração pretendido (sem exaustão de fumos). Garante ter informada o edil de “que se a marcha não fosse para a feira não poderia ir desfilar” no S. João, rejeitando a ideia de que a ausência no desfile deste ano é uma forma de protesto.

Leia a notícia na edição impressa do Trevim N.º 1407

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por 
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

Sistema de Mobilidade do Mondego vai consignar a empreitada de adaptação da infraestrutura do troço entre o Alto de São João e Serpins

Está marcada para o início de setembro, no seguimento da obtenção do visto prévio do Tribu…