“Diário de um Morto” é o primeiro livro do empresário Pedro Guimarães, apresentado por Helena Correia, no dia 15 de junho, no “Café-bar 94”, na Lousã. A edição de autor, já lançada em vários pontos do país, compila um conjunto de histórias de vida cujo “epílogo seria a morte”, explicou Pedro Guimarães ao Trevim. “Trata-se de vivências do dia-a-dia que acontecem a todos só que alguns não as escrevem”, momentos seus, de amigos ou da família, descritos de forma humorística e irónica. “Só uma história foi inventada”, esclareceu depois de uma apresentação em tom informal como é seu apanágio.

Para além das peripécias acerca da “sua morte” o escritor vai fomentando interpretações sobre o quotidiano, como a forma estranha como as pessoas agem com os eletrodomésticos ou a vez em que seu pai ficou sem gasolina a caminho de reunir com o chefe.

Leia a notícia completa na edição impressa do Trevim N.º 1407

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por 
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

Sistema de Mobilidade do Mondego vai consignar a empreitada de adaptação da infraestrutura do troço entre o Alto de São João e Serpins

Está marcada para o início de setembro, no seguimento da obtenção do visto prévio do Tribu…