Com um tempo mais convidativo que o habitual, centenas de pessoas deslocaram-se, dia 3 de fevereiro, à Feira Anual de São Brás, organizada pela Comissão da Fábrica da Igreja Paroquial de Serpins, para venerar o santo protetor das gargantas ou para espreitar os produtos que dezenas de feirantes trazem todos os anos ao certame.

Num domingo solarengo, praticamente todo o recinto do Cabeço da Igreja de Serpins encheu-se de bancadas com vestuário e produtos para o lar, mas também com frutos secos – onde não faltam os tradicionais figos -, queijos, enchidos, confeitaria, plantas e até ferramentas.

Vinda da Mealhada, Maria Lousada, começou a rechear a sua a banca às 6:30, com produtos confecionados apenas por si. Arrufada, pão de deus, regueifa, bolinho de gema, suspiros e cavacas são algumas das delícias que traz à feira de São Brás há quase 12 anos. Apesar de o lucro já ter sido maior, Maria Lousada, pasteleira há mais de quatro décadas, faz questão de estar presente e espera continuar a participar no evento em anos vindouros.

Leia a notícia completa na edição impressa do Trevim n.º 1398

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por 
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

Vouchers para manuais escolares gratuitos na plataforma MEGA

Os vouchers para aquisição de manuais escolares gratuitos, para os anos que marcam o iníci…