A Portugal Inovação Social tem um milhão de euros para atribuir a projetos sociais nos 19 concelhos afetados pelos incêndios de 2017, entre os quais se inclui a Lousã. As candidaturas estão abertas até ao dia 28 de fevereiro e acolhem iniciativas que visem a implementação de “soluções inovadoras (…) que visem a resolução e mitigação de problemas sociais nas áreas do envelhecimento, saúde, educação, justiça, proteção social, inclusão e emprego”.

Podem candidatar-se a fundos entidades privadas, como associações, IPSS’s, fundações, cooperativas, misericórdias, e mutualidades, bem como associações e fundações públicas. Setenta por cento do valor total de investimento é assegurado pelo Fundo Social Europeu e pelo Orçamento de Estado através do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego. Os restantes 30% de investimento devem ser assegurados por um ou vários investidores sociais – públicos ou privados.

Foto de José Luís Santos

Continua na edição impressa do Trevim n.º 1396

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Márcio Carinhas
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

ADFP quer móveis trazidos por refugiados sírios

Ouvir Após os 18 meses em que esteve acolhida pela Fundação ADFP, de Miranda do Corvo, no …