Os municípios de Coimbra e Vila Nova de Poiares vão cobrar menos taxa de Imposto Municipal sobre Imóveis em 2019, ao contrário da Lousã que este ano mantém o valor nos 0,4%, taxa aprovada em 2012 e em vigor desde 2013.

Coimbra fixou o valor na taxa mínima de 0,3%, com uma descida de três décimas face a 2018 e Vila Nova de Poiares desceu de 0,5% para 0,45% praticando, ainda assim, a taxa máxima do imposto. No ano passado, a autarquia poiarense era um de dois municípios – a par com o concelho de Alandroal – a aplicar no país a taxa de 0,5%, permitida atualmente por lei em situações de dificuldade financeira. Já sem variação nos valores, estão as autarquias da região: Miranda do Corvo (0,3%), Góis (0,33%), Penela (0,4%), Castanheira de Pera (0,35%) e a Lousã (0,4%) que optaram por manter as taxas previamente aplicadas.

Na Lousã, o imposto que considera uma taxa de 0,8% para os prédios rústicos e de 0,4% para os prédios urbanos avaliados nos termos do Código do Imposto Municipal sobre Imóveis foi aprovado na Assembleia Municipal de 27 de setembro, com votos a favor do PS e do BE. Já o PSD e a CDU votaram contra.

Leia mais na edição impressa do Trevim n.º 1396

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por 
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

Trevim online agora, sempre Trevim!

A imprensa livre e independente está em perigo. Portanto, é a própria Democracia que está …