O Executivo Municipal da Lousã aprovou, por maioria, com uma abstenção do PSD, um orçamento de 17 milhões e 216 mil euros para o ano de 2019. O valor significa um aumento de 5,9% (cerca de um milhão de euros) comparativamente a 2018, resultado do número de candidaturas aprovadas nos programas Valorizar e Portugal 2020.

Segundo um comunicado da Câmara Municipal da Lousã (CML), este é um orçamento “ambicioso que suporta um forte investimento público em eixos e medidas estruturantes para o desenvolvimento do Concelho”. A lista de projetos inclui a transformação da antiga escola do mercado em Loja do Cidadão, a implementação do Programa de Promoção do Sucesso Escolar, a intervenção em espaços e ruas da vila (Plano de Ação para a Regeneração Urbana – PARU), a conclusão do Ecocentro Municipal, a construção do Centro de Acolhimento Animal e as ações de preservação e sensibilização ambiental (Eco XXI, Regularização de Rios e Ribeiras).

Prevê também a modernização do Cineteatro e da Piscina Municipal, a valorização dos Museus Municipais e do Complexo da Senhora da Piedade, a implementação de várias ações no âmbito do Plano Municipal de Defesa da Floresta contra Incêndios (PMDFCI), e a requalificação do Regadio da Ribeira de São João e do Mercado Municipal.

Leia a notícia completa na edição impressa do Trevim n.º 1391

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por 
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

“A tua montanha o teu lugar” une jovens na vigilância da floresta

"A tua montanha o teu lugar" é um projeto de vigilância da floresta promovido pelo Institu…