A instalação de um sistema de videovigilância de incêndios rurais na Serra da Lousã foi a proposta vencedora do Orçamento Participativo da Lousã (OPL) de 2018, com 348 votos, o correspondente a 22,5% da votação total.

A proposta foi apresentada por José Catarino e António Lima, residentes em Vilarinho e na Lousã, respetivamente. À conversa com o Trevim, José Catarino explicou o projeto: “pretende-se a instalação de dez câmaras de longo alcance em pontos estratégicos que vigiem toda a Serra da Lousã”, referiu, acrescentando que o projeto foi elaborado em colaboração com um professor da Escola Profissional da Lousã (EPL).

De acordo com José Catarino, “o sistema já existe nos concelhos de Pedrógão Grande e na Sertã e nós agora gostaríamos de as instalar aqui para que os concelhos fiquem interligados pela videovigilância”, rematou.

Leia a notícia completa na edição impressa do Trevim n.º 1390

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Márcio Carinhas
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

ADFP quer móveis trazidos por refugiados sírios

Ouvir Após os 18 meses em que esteve acolhida pela Fundação ADFP, de Miranda do Corvo, no …