A 10 de agosto de 1930, um domingo, a estação de Serpins recebia o primeiro comboio proveniente de Coimbra, mais de duas décadas depois de ter chegado à Lousã. “A Comarca de Arganil”, na edição de 12 de agosto, ocupava toda a primeira página reportando a inauguração do troço Lousã-Serpins da “linha férrea de Coimbra a Arganil” como uma grande festa popular, com largada de foguetes e a afluência de milhares de pessoas.

“Logo que se avistou o comboio no sítio de Vale de Raiz, para cá da trincheira, foi queimada uma salva de foguetes e ao chegar à estação estrugiram os vivas e palmas, ao mesmo tempo que no espaço estalejavam de novo girândolas de foguetes e a Filarmónica Varzeense, de Vila Nova do Ceira, executava o hino nacional”, refere a notícia, dando conta que “na estação e imediações apinhavam-se umas 3.000 pessoas”, esperando “com a maior alegria o melhoramento que tantas vezes fora adiado”.

Continua na edição impressa do Trevim nº 1384

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Carlos A. Sêco
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

Editorial – O Trevim em tempos de Covid-19

Ouvir Os tempos que atualmente vivemos tem sido tempos difíceis quer a nível das pessoas q…