Para os habitantes de Ceira dos Vales tecer tapetes de flores já é um hábito que se renova todos os anos. Cada morador, na zona da sua casa e na dos seus familiares, trata de enfeitar a estrada com as flores que tem mais facilidade em encontrar. Tudo para receber da forma mais vistosa e perfumada possível, a procissão de velas em honra da Senhora de Fátima, que decorreu no sábado, 26 de maio, a partir das 21:00, após a celebração da Eucaristia.

“Quase toda a população fica envolvida. Cada pessoa arranja e pinta as fitas. E vamos buscar fetos, funcho, malmequeres e outra vegetação ao meio ambiente. Colhemos rosas, mas isso depende de cada morador”, conta-nos Joana Cortês, natural da aldeia, que aprecia esta tradição.

Continua na edição impressa do Trevim n.º 1380

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Márcio Carinhas
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

ADFP quer móveis trazidos por refugiados sírios

Ouvir Após os 18 meses em que esteve acolhida pela Fundação ADFP, de Miranda do Corvo, no …