Tribunal de Castelo Branco mostra até dia 18 exposições de cartune organizadas para festejar os 50 anos do Trevim. Iniciativa do juiz lousanense José Avelino promove abertura da Justiça à comunidade

O Palácio da Justiça de Castelo Castelo Branco abriu as suas portas à comunidade na manhã de sábado, dia 5, para a apresentação de uma mostra de humor gráfico e com o objetivo de proporcionar uma reflexão e debate sobre o relacionamento entre a comunicação social e os tribunais. A iniciativa do juiz presidente do Tribunal da Comarca, o lousanense José Avelino da Encarnação Gonçalves, foi plenamente conseguida já que jornalistas, magistrados, autarcas e outros cidadãos responderam ao convite para esta inusitada jornada cultural, que encerrou à tarde com a atuação da orquestra local de Viola Beiroa.

A organização conta com o apoio da Câmara Municipal de Castelo Branco, cujo presidente, Luís Correia, participou na sessão inaugural junto com outros autarcas e individualidades, incluindo João Lobo (CM Proença-a-Nova) e a deputada Hortense Martins, dirigente distrital do PS. De registar também a atenção que o evento tem merecido da comunicação social regional, garantindo a divulgação e acompanhamento deste programa.

Da parte da tarde a sala de audiências, um magnífico salão inundado de luz natural e decorado por um painel de Martins Barata, foi palco de diversas intervenções, num debate centrado “no papel da Comunicação Social no aperfeiçoamento da Justiça e vice-versa”. O procurador João Ramos fez uma dissertação sobre “Nós os magistrados vistos por eles os jornalistas”, a jornalista Lídia Barata abordou o tema “A Justiça e a Imprensa Regional” e o historiador Osvaldo de Sousa falou de “Liberdades de Humor e Expressões de Direito”. Zé Oliveira, Onofre Varela e Santos Costa divulgaram a arte da caricatura, nalguns casos com desenhos ali mesmo produzidas e expostos, Francisco Geraldes apresentou a sua coleção de aparos e canetas.

As exposições organizadas para o programa dos 50 anos do Trevim são agora apresentadas no Tribunal de Castelo Branco, até 18 de maio, estando prevista a sua circulação por outros municípios do distrito que já manifestaram o seu interesse: “Trevim – 50 anos com Humor”, reune cartunes de humoristas de 15 países sobre liberdade de imprensa e comunicação social; “O Anti-Herói no Humor de Imprensa”, é uma mostra didática com trabalho de investigação de Osvaldo de Sousa.

 

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Carlos A. Sêco
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

Editorial – O Trevim em tempos de Covid-19

Ouvir Os tempos que atualmente vivemos tem sido tempos difíceis quer a nível das pessoas q…