Foi formalizada dia 13 a criação da Rede Local de Pequenos Produtores do Concelho da Lousã, intitulada “daLousã” através da assinatura de uma parceria entre várias entidades, envolvendo as autarquias locais e a Dueceira, a ARCIL, a Activar, a Associação Empresarial da Serra da Lousã e o Centro de Emprego e Formação Profissional do Pinhal Interior Norte.

Representantes destas entidades vão passar a integrar um grupo de trabalho multidisciplinar, que já reuniu três vezes com os produtores da área de agricultura biológica, artesanato e setor agroalimentar, que fazem parte desta rede. “As ações foram essencialmente de capacitação, com o Cearte, a rede colaborativa “Casa do Sal’, a ASAE”, referiu ao Trevim Sofia Almeida, socióloga do CLDS 3G, no âmbito do qual surgiu a rede “daLousã”.

Se ainda houver pequenos produtores interessados em fazer parte da rede, ainda é possível a sua integração. As ações previstas incluem sessões de esclarecimento sobre legislação, técnicas de imagem e de marketing, inovação e criatividade, metodologia do projeto, entre outros. O apoio à obtenção da Carta de Artesão e UPA (Unidade Produtiva Artesanal), bem como a disponibilização de meios e recursos (incentivos proporcionados pelo PDR 2020) também fazem parte do plano de ação da rede.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Márcio Carinhas
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

ADFP quer móveis trazidos por refugiados sírios

Ouvir Após os 18 meses em que esteve acolhida pela Fundação ADFP, de Miranda do Corvo, no …