Negócios de décadas são os únicos a mostrar a resiliência necessária para remar contra a maré do encerramento. Os três centros comerciais da Lousã estão cada vez mais vazios de pessoas e de produtos. Só a clientela de décadas se mantém 

A Praceta Comandante Fernandes Costa, mais conhecida por Praceta do Mercado, permite o acesso aos três centros comerciais da Lousã, que há cerca de duas décadas e meia fervilhavam de clientes e de produtos. As lojas eram diversificadas e era difícil para os novos negociantes encontrarem espaço para se instalarem (…)

Leia esta reportagem e outras notícias na edição 1375 do Trevim, já nas bancas!

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Márcio Carinhas
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

ADFP quer móveis trazidos por refugiados sírios

Ouvir Após os 18 meses em que esteve acolhida pela Fundação ADFP, de Miranda do Corvo, no …