Quatro residências foram furtadas no concelho da Lousã, entre os dias 28 de setembro e 2 de outubro, nas localidades das Regadas, Ceira dos Vales e Covelos.

Ouro, outros objetos de valor e dinheiro é o que mais procuram os amigos do alheio. Proprietários de uma das moradias abrangidas deram conta ao nosso jornal que “todas as divisões foram remexidas”, tendo-lhes sido subtraídos artigos em ouro. Vizinhos dizem ter visto um casal suspeito a passear com um cão em redor da casa.

O furto ocorreu durante o dia, já que só no regresso do trabalho é que se confrontaram com a casa virada do avesso, tendo alertado as autoridades. O vidro de uma janela estava partido, tendo sido por aí a porta de entrada dos assaltantes. A GNR da Lousã e o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) estiveram posteriormente no local para recolha de indícios incriminatórios.

Fonte do Destacamento da GNR da Lousã informou o Trevim que as quatro ocorrências relatadas tiveram lugar durante o dia, no período das 9:00 às 13:00, sempre com o mesmo “modus operandi”, através de arrombamento de janela. Ainda se desconhece a autoria destes crimes, “estando o NIC a investigar e a procurar relações entre estes furtos e outros acontecimentos noutras zonas do país”.

Esta onda de assaltos está a gerar algum clima de insegurança, não só entre as pessoas afetadas, mas na restante população, que está a adotar medidas redobradas de proteção. A GNR aconselha as pessoas a “guardarem bem os seus bens”.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Márcio Carinhas
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

ADFP quer móveis trazidos por refugiados sírios

Ouvir Após os 18 meses em que esteve acolhida pela Fundação ADFP, de Miranda do Corvo, no …