No dia 1 de outubro de 1967, os fundadores do jornal Trevim reuniram-se no restaurante “O Gato” para celebrar o lançamento do primeiro número. Cinquenta anos depois, a foto continua a figurar nas paredes do restaurante, hoje com outro proprietário.
“Comprei o restaurante ao João Pedro Gato, em 1987. Mantive a foto dos fundadores. São todos meus amigos e continuo a colaborar com o Trevim. Na recente Festa da Caricatura ofereci aqui um jantar. Se não apoiarmos as coletividades, um dia acaba tudo”, declarou José Pires, ao Trevim. O proprietário de “O Gato” deixou ainda uma mensagem ao Trevim, nesta data comemorativa de meio século de existência.
“Espero que
durem, no mínimo, o dobro”
“Espero que durem, no mínimo, o dobro dos anos que tem e a trabalhar o que trabalham. Quando fui emigrante, recebia o jornal na Suíça e era a maneira de saber das notícias da terra. Estive quatro anos sem vir a Portugal e era no Trevim que lia o que se passava cá”, explicou.
O “O Gato” tem já 58 anos de existência e vai continuar com comida típica portuguesa. “Está a correr bem”, disse ainda aquele que foi um dos primeiros anunciantes do jornal. “O Gato era, à data, o único restaurante da Lousã”.

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Jornal Trevim
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

Lousanense aposta em jogadores da “nossa terra”

O CDL não entra em euforias, mas promete “fazer o melhor possível”. O treinador do plantel…