Incubadora envolve financiamento comunitário e investidores sociais. Prevê criar 36 pequenas empresas e a fase de candidaturas já arrancou

Transformar o ciclo vicioso da exclusão, no ciclo virtuoso da inclusão e do desenvolvimento local sustentável é o mote para o projeto Microninho – Incubadora Social, promovido pela Associação de Desenvolvimento Social e Cultural dos Cinco Lugares, que vai abranger os municípios da Lousã, Condeixa-a-Nova, Penela e Poiares. A assinatura dos protocolos com os municípios aderentes, que serão também investidores sociais, com a Dueceira e com a Universidade de Coimbra (UC), que funcionarão como parceiros, foi realizada no dia 6 de setembro, nos Paços do Concelho da Lousã. O programa pretende apoiar 240 novos beneficiários e respetivas famílias, em situação de desemprego ou exclusão social, e prevê-se a criação de 36 novas empresas e que 140 pessoas regressem ao mercado de trabalho.

 

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Jornal Trevim
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

Lousanense aposta em jogadores da “nossa terra”

O CDL não entra em euforias, mas promete “fazer o melhor possível”. O treinador do plantel…