A ação administrativa sobre alegadas ilegalidades na requalificação do edifício dos Paços do Concelho da Lousã está a decorrer, exclusivamente, no Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Coimbra

A ação administrativa sobre alegadas ilegalidades na requalificação do edifício dos Paços do Concelho da Lousã está a decorrer, exclusivamente, no Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Coimbra, disseram esta semana fontes do processo. O processo corre termos nos serviços do Ministério Público (MP) onde pelo menos um cidadão apresentou queixa em finais de fevereiro, há precisamente meio ano (…)

Leia esta e outras notícias na edição 1360, de 31 de agosto de 2017

Carregar mais artigos relacionados
Carregar mais artigos por Carlos A. Sêco
Carregar mais artigos em Arquivo
Secção de comentários fechada.

Veja também

Editorial – O Trevim em tempos de Covid-19

Ouvir Os tempos que atualmente vivemos tem sido tempos difíceis quer a nível das pessoas q…